19 maio 2007

#1

A única coisa que temos como certa nesta vida é que tudo aquilo que começa, acaba*. A vida, as relações, os blogues. E está muito bem assim.

*Há também quem diga que tudo se transforma. Quando estiver morta e enterrada (ou com as cinzas a esvoaçar por aí) falamos.

Começas mal, já com apartes... E se escrevesses tudo de uma vez e te deixasses de coisas?

2 comentários:

  1. Parece-me que (re)começas muito bem. É bom saber que, se tudo o que começa acaba, tudo o que acaba recomeça. :)

    ResponderEliminar